Meu amigo me amava - Capítulo 49

Um conto erótico de MULTIPLOSEX
Categoria: Homossexual
Data: 04/06/2010 19:41:09
Nota 10.00
Assuntos: Homossexual, Gay

Meu Amigo me Amava – Capítulo 49

Ao tentar ajudar o Estevão ele me surpreende com um beijo na boca que me deixa sem ar, sem rumo. Não sabia o que pensar, o que fazer. Fico ali meio aéreo, pois o que menos eu esperava que fosse acontecer na minha vida aconteceu, e não tive muita reação.

Estevão - Nossa Breninho, que boquinha maravilhosa você tem.

Breno - Vai pro inferno INFELIZ, me deixa em paz.

Ele me segura pelo braço com força, lhe dou um empurrão e ele quase cai novamente. O ameaço.

Breno - Me deixa em paz ou te derrubo no chão novamente, e desta vez faço questão de te chutar até você morrer de tanto sangrar, não vou ter pena.

Estevão - Adoro esse seu jeitinho enfurecido sabia, agressivo, me enfrenta de igual pra igual, isso que mais me fascina em você.

Breno - Cala a boca cara, TENHO NOJO de você.

Pego minha mochila, coloco nas costas e vou direto pra casa. Minutos depois passa o Estevão com o carro, com o vidro abaixado ele passa lentamente próximo a mim e fica a me olhar, estava tremendo de ódio, pego uma pedra e jogo no carro, ele sorri e acelera.

Chego em casa meio tenso, o gosto do beijo do Estevão ainda nos meus lábios, aquela cena não saia da minha cabeça, a todo instante se repetia: “o Estevão me beijou... o Estevão me beijou”, não conseguia apagar aquilo, estava começando a ficar com nojo, com raiva, mas no fundo estava sentindo algo estranho, e não estava gostando daquilo que estava acontecendo.

Entro no quarto e não vejo o Jhonny, pego umas roupas e vou para o banheiro tomar um banho, ao sair vem o Rick me enchendo como sempre.

Rick - Breno e o Jhonny onde ele está?

Breno - Não sei Rick, por que?

Rick - Ele mal chegou, pegou o capacete e saiu, disse que iria na facul te pegar.

Breno - Hummm!!! Derepente ele está lá me esperando, é que hoje sai cedo, acho que nos desencontramos. Liga pra ele e diz que já cheguei blz?

Rick - Caraça, deve ter sido isso mesmo. Vou ligar pra ele, é que não estou conseguindo passar de uma nova fase no jogo, e o Jhonny manja de tudo isso neh. Agora você... só sabe estudar, maior Mané.

Breno - Obrigado meu irmão querido, sabia que você é meu maninho preferido.

Rick - Claro seu babaca, sou seu único irmão.

Breno - Pro meu azar né. Maior castigo.

Rick - Olha mãe o Breno dizendo que azar eu ser irmão dele.

Zilda - Pelo amor de Deus. Breno e Rick Leonardo, pode parando a confusão. Anda Breno se arruma que assim que o Jhonny chegar o jantar vai está pronto e vamos comer. Rick desliga o vídeo game e vem me ajudar a por a mesa.

Breno - Hummm! Vamos jantar na mesa hoje, algum momento especial.

Zilda - Sim meu filho. Minha amiga Nuancy, mãe do Jhonny recebeu alta e vai vir jantar com a gente. Liga Rick pro Jhonny, pede pra ele vir em casa. Fiz uma lasanha com um arroz branco soltinho, mandei o Rick comprar uma coca geladinha e Breno me ajuda a fazer um suco de laranja com acerola, a Nuancy não gosta de refrigerantes.

O Rick pega o celular e liga pro Jhonny, eu me arrumo e vou ajudar minha a fazer o suco pra D. Nuancy, até que ouço o barulho da moto, vou pra janela e me surpreendo, vejo o Jhonny, e na garupa uma garota, que ao tirar o capacete logo identifico: é a Alessandra. Minutos depois chega D. Nuancy e sua filha Estela. Fico pasmo ao ver a coragem do Jhonny em trazer a Alessandra.

Continuo na cozinha fazendo o suco, o Rick ponto a mesa com minha mãe. Dona Nuancy chega, vem pra cozinha pra ajudar, minha mãe não deixa.

Zilda - Hoje você é visita minha amiga, deixa que meus filhos me ajudam.

Estela - Nossa Dona Zilda, que cheirinho bom.

Nunacy - Amiga assim você vai me deixar toda sem graça. Nunca te chamei pra jantar na minha casa.

Zilda - Calma querida, vamos ter tempo.

O Jhonny na sala fica acariciando, conversando, todo animado com a Alessandra. Da cozinha vejo tudo e aquilo me deixa totalmente desnorteado, a minha vontade foi de fugir, sair correndo dali, mas não podia fazer essa desfeita a mãe do Jhonny, nem a minha. A Alessandra logo vem até a cozinha.

Alessandra - Só assim pra conhecer sua casa Breno.

Breno - Pelo menos agora você está conhecendo. E aí tudo bem?

Alessandra - Tudo ótimo. O Jhonny me ligou, cinco minutos depois apareceu lá em casa, me chamando pra um jantar. Topei logo, só em estar com meu gatinho. Aí Breno obrigada, se não fosse você levá-lo aquele dia no meu aniversário, te devo essa. Ele é tudo, lindo, fofo, educado, carinhoso, aí tudo que sempre quis.

Breno - Cuida bem dele beleza, gosto muito dele, muito gente boa esse cara.

Alessandra - Não precisa nem pedir lindinho. E ele também gosta muito de você, admiro a amizade de vocês, tomara que dure bastante.

Breno - Só o tempo irá dizer.

Logo chega o Jhonny, abraça a Alessandra na minha frente, que lhe tasca um beijo, ele me corresponde. Me sinto ofendido, e tenho que ficar ali, parado, vendo tudo aquilo. Olho pro Jhonny e a vontade que me deu foi de avançar em cima dele, lhe dar muitos socos, armar maior confusão ali, achei aquilo muita falta de respeito. Porém, me mantive, fiquei na minha, as duras penas, mas fiquei. Em seguida chega o Rick na cozinha.

Rick - Breno, viu a namorada do Jhonny, que gatinha.

Breno - Vi sim, nem sabia que ele tinha namorada.

Rick - É... maior gatinha. Ela disse que trabalha com você. Breno e sua namorada cadê ela?

Breno - Não tenho namorada Rick.

Rick - Tem sim, a Júlia no Orkut. Ta pensando que sou bobo, ela me add no Orkut, disse que era sua namorada, no Orkut dela tem fotos de vocês dois se beijando numa festa, mostrei até pra mamãe.

Breno - Quando isso muleke ?

Rick - Há faz um tempinho já.

Zilda - Vamos filho, vamos pra mesa.

Breno - Vou no banheiro rapidinho mãe, já volto.

Vou para o banheiro, lavar o rosto, tentar pegar fôlego, estava deslocado dentro da minha própria casa, estava me sentindo mal, não estava conseguindo digerir a falta de consideração do Jhonny. Saio do banheiro e vejo a porta do meu quarto entre aberta. Ouço vozes, é a Estela e o Jhonny conversando, mesmo falando baixinho estava dando pra eu ouvir.

Estela - Jhonny meu irmão quase cai pra trás quando vi, não acreditei.

Jhonny - No que Estela?

Estela - Você com essa moça, ela te beijando. O que houve?

Jhonny - Ela gosta de mim, estou começando a gostar dela também, é isso.

Estela - Jhonny, há um ano mais precisamente você me falou lá em Cabo Frio que era gay, que gostava de homens. Lembra disso?

Jhonny - Lembro mana, mas, agora decidi lutar pela minha felicidade, ela gosta de mim de verdade, quer me fazer feliz. Ela me diverte, me coloca pra cima.

Estela - Jhonny meu irmão, e você, você gosta mesmo dessa moça? Não brinque com os sentimentos dela querido.

Jhonny - Ela me coloca pra cima Estela, me diverte, estou cansado de sofrer.

Estela - Você a ama?

Jhonny - Estamos nos conhecendo... gosto de estar com ela e isso já é um bom começo.

Estela - Mas curtir estar junto não é tudo pra uma relação vingar meu lindo. Pense bem Jhonny, nessa de você não querer mais se ferir, você pode se ferir ainda mais e machucar profundamente uma moça que não merece.

Jhonny - Até você me criticando mana?

Estela - Meu amor, te amo acima de tudo, e QUERO A SUA FELICIDADE, mas vejo que você está seguindo por um caminho que pode te trazer ainda mais sofrimento.

Quando percebo que ambos vão se saindo do quarto, saio do banheiro e disfarço, dou descarga e finjo entrar no quarto. O Jhonny fica na porta, me encara, a Estela sai, o Jhonny decide entrar no quarto e trancar a porta. Finjo não perceber, seco o abro o guarda roupas, pego o perfume, passo e me viro.

Jhonny - Por que está com essa cara?

Breno - Pow cara é a única que eu tenho. É feia assim mesmo fazer o que?

Jhonny - Breno cara até você irritado é engraçado.

Breno - Devo ser um palhaço mesmo. Todo mundo tira onda com minha cara, fazer o que? Faço administração, talvez deveria fazer um cursinho técnico pra palhaço, ganharia dinheiro fácil, sem precisar me estressar tanto com faculdade, relatórios, estágios, seminários, projetos, dentre outros.

Jhonny - Breno, você disfarça mal pra caramba, te conheço cara.

Breno - Estou puto com você, puto com seu desaforo de trazer a Alessandra aqui, de beijá-la na minha frente, de fazer esse teatro todo.

Jhonny - Cara não é teatro.

Breno - Abre à porra dessa porta, me deixa ir pra mesa, comer, fazer minha parte no teatro de amiguinho seu, anda, quero acabar logo com isso.

Jhonny - Estou gostando dela.

Breno - Me dá essa chave.

Agarro o Jhonny, tento pegar a força a chave que ele havia colocado no seu bolso, ele me segura com força, fico com raiva e vou pra cima dele, disposto a pegar a chave e a sair dali, nesse momento ele me empurra e bato com o nariz na cômoda, que começa a sangrar.

Jhonny - Poxa cara olha só a palhaçada.

Olho no espelho e meu nariz estava sangrando, não falo nada, apenas pego a toalha e me limpo. Ouço batidas na porta, o Jhonny fica tenso.

Alessandra - Amor, abre a porta, o que está acontecendo aí. Vamos, dona Zilda já vai servir o jantar.

Jhonny - Já vamos Ale, só um instante.

Breno - Abre a porta por favor.

Jhonny - Desculpas Breno, por favor desculpas cara.

O Jhonny fica mal, vez e me abraça, eu ainda ali meio frio não falo nada, continuo a pressionar a toalha e limpar meu nariz. O Jhonny abre a porta, vou direto pro banheiro, jogo a toalha no cesto do roupas sujas, pego o papel higiênico e me limpo, minutos depois me sento a mesa.

Zilda - Por que a demora meu filho?

Breno - Bati com a cara na porta do banheiro, acho que estou bêbado de sono.

Alessandra - O Breno é assim mesmo, vive se machucando, batendo, tropeçando nas coisas. Só a Júlia pra aturar ele mesmo.

Nuancy - Quem é essa Júlia Zilda, conhecemos?

Zilda - Uma namoradinha secreta do Breno, o Rick me mostrou no Orkut, linda a menina. Ate hoje não sei por que não a trouxe aqui.

Breno - Mãe, por favor vai começar.

Rick - O Breno é muito chatinho, não liguem. Mais sei de tudo sobre ele, depois conto pra vocês. Agora mãe coloca um pedaço dessa lasanha aqui, estou cheio de fome. Hummmm!!

O jantar começa, Nuancy e minha mãe conversam muito, era lindo vê a amizade que havia nascido entre as duas, e a Estela com elas, dando maior apoio a recuperação da mãe. A Alessandra sempre agarrada no pescoço do Jhonny, e eu ali, sentado, tendo que ver tudo aquilo calado. O Rick comendo muito, como sempre, não acreditava pois ele magrinho, comia tanto e não engordava.

Logo termina o jantar, fica minha mãe e Nuancy na cozinha lavando a louça, ajudo o Rick a tirar a mesa e o Jhonny e a Alessandra ficam no sofá da sala se beijando. Termino de ajudar o Rick e decido sair de casa, respirar um ar puro, tentar me controlar, digerir tudo aquilo, tentar achar um equilíbrio. Estava doendo demais, num mesmo dia, o Pedro me ignorando, o Jhonny esfregando a Alessandra na minha cara, o Estevão me beijado, tudo isso num dia, e mais uma vez eu tendo que me manter forte, equilibrado, mesmo não tendo mais de onde tirar forças pra isso tudo.

Novamente vou em direção a praia, sento no mesmo calçadão em que momentos antes estava com o Jhonny, em que tive mais uma briga com ele, e fico vendo o mar, sentindo a brisa no meu rosto, estava frio, muito frio esse dia. Até que olho no celular e vejo que já vão dá quase meia noite, decido ir a pé pra casa.

Chego em casa e vejo apenas minha mãe na sala, estava me esperando.

Zilda - Foi aonde meu filho a essa hora?

Breno - Dei uma volta no bairro, muitos problemas na cabeça.

Zilda - Essa faculdade está te consumindo não é meu filho, ainda bem que está terminando.

Breno - Não vejo a hora mãe. Tomara que valha a pena.

Zilda - vai valer meu filho, vai valer.

Vou pro quarto, tento entrar de mancinho para não acordar o Jhonny, não estava afim de mais uma discussão, mas uma briga. Porém não adianta, ele logo acorda.

Jhonny - Foi pra onde?

Breno - Vai me controlar agora?

Jhonny - Nossa Breno, estava preocupado.

Breno - Estou bem, relaxa, estou aprendendo a ser forte na porrada, como diz você.

Jhonny - Breno por que você é assim cara, sempre torna as coisas mais difíceis.

Breno - Por que na minha vida nada é fácil, tudo é difícil, só por isso.

Jhonny - Poderia ser fácil sim, se você cooperasse, fosse mais maduro.

Breno - Além de palhaço, agora sou infantil? Jesus, estou até com medo do que virar depois.

Jhonny - Beleza Jhonny, não quero ser uma pedra no seu caminho. Olha gosto muito de estar aqui na sua casa, com sua família, mas, se for pra ficarmos brigando desse jeito prefiro sair daqui, pagar um aluguel sei lá, agora ficar nesse clima com você eu não agüento, isso me mata.

Breno - O que você está dizendo cara?

Jhonny - Que se for preciso eu saio dessa casa, racho um aluguel, sei lá, durmo na rua. Agora ficar brigando com o cara que eu amo é demais pra mim. Preciso de você, não posso entrar numa guerra contigo cara.

No meu baque do momento.

Continua...

[email protected]

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
11/09/2011 15:16:25
MUITO BOM!!!!!!!!!!!
30/07/2010 21:16:43
Nota 10 mano!!!! parabénscontinue publicando!!!!
05/06/2010 10:25:47
10
05/06/2010 01:44:50
esta muito legal mesmo e tbm me envolvo d mais . Adoro seus contos espero a continuação
04/06/2010 20:44:39
A historia ta muio legal, cada vez me envolvo mais kkk todo dia entro pra ver se voce j a publicou um novo kkk estou no aguardo do proximo muito bom parabens :)

Online porn video at mobile phone


virgens+perdendo+o+cabacao+da+buceta+e+do+cu++virgensvideos porno de crente lombuda com vestido trasnparenteconto erótico o amigo do meu marido eu curiava ele toda vida q ele ia turma banho ele tinha pau enormeloiras gordas da bocetona grande e peitos muchos chorando pra nao da o cucontos eróticos peguei minha esposa com um travestiperdi avirgidade noseleiro comtoPorno gratis xvideos real sograo espumando rgostoza dando cu de 4 flagrei brechando e nao gosteiPezinhos da minha irmã e da minha prima conto eroticocontos eroticos gays com internatoAliviando os funcionarios contos eróticospriminha inocente pegando no pinto do primo na frente de toda família sem eles veremcasadoscontos tio gilson seminarista Fazendo Cunhado Chupa a força Gay❤pacome o cu da filha e ela gritaporno covarde dona muito suadacontos eroticos gay inicio fui surpreendido por um adulto dando minha bundinha e fui xantageadocontos eróticos dei pra estranhos pelo buraco na paredecontos eroticos de mulheres de manausmenina deixa seu amigo xupar asuabucetafilmes de sexo so conegao do pao grosso e negona da buceta inchadacontos erotico chantagem e submissão de casal novinhoistorias eroticas de insesto filias mas novinas y pai en la rosaai como doi pucona pornocontos trai com o inquilinoconto de insetos de rasgando o cu apertadochupano pau groso na marraxvidio.comJairinho baiano pornô gayfodendo a comadre contosasistezofiliaai.minha.bocetamusica.fode.a.minha.boceta.fodesarra novinha da b***** bem bonitinha pornôXxvideo pausao negaofazer downloader://xvideos.blog.br/negao-lhe-seduziu-apenas-pra-lhe-arrombar/ela pelada nua mostrando a b***** b***** mulher pelada nua senão tabaca vocês vão sair de ser por nós no parágrafoporno puta com o cu calejado dano pra variosdei a buceta pro meu filho com consentimento do seu paixviďeos tussa gostossa faxeno analconto dei a brexinhacontos a janara me viu chupando a bucetinha da sofiacurradaxvideocontos eiroticos leilapornfoto que se mexe que travesti gostoza e bonita peitinho bicudinhominha madrasts mim falou qr pica contocontosmae e noracontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhocontos eroticos gratis transformei minha esposa em uma putacontoseroticoscomesposaenteada tarada querendo dar todinho Comente a rola no cú delahttps://www.casadoscontos.com.br/perfil/185159novinha np pirpcapcontos porno de incesto, interior da bahia com o irmao acidentado de moto, contos pornomulhe com ceceta ano fazeno sexocache:DQJrVIKjMRQJ:zdorovsreda.ru/texto/200912302 odrakimor wattpadcontos eiroticos leilapornencostei meu pau na bunda da minha irma ela ficou brava xvideoacompanhando que Rominho ligouler contos eroticos menagecrente encoxadaxvideo nigro xxxvvnfotos de bufetas pibgando de tewaonovinha dançando só de calcinha e de óculos e botãozinho vermelhocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeginecologista contos novinha bucetaconto erótico sequestro em carcere Fui amarrada braços para cima contos bdsmesposa gostosa de chorte cortinho seesfregando em outro machosvideo cooelho mamano no homemm zoofiliachifruda voyeur cuckqueanxvidio louco desejo vestidinhoconto erótico minha esposa queria um negão da pica 27 cmcachorro com o focinho dentro da bucetacontos eroticos injeçaoesposa comenta da grossura da picafoda a força sem a mulher querer pau gicanyeinsesto com vovozinhas no porbodoidoconto de padrasto socando a punhetacaipira pingueludovideo de namorado fasendo gostozinhominha enteada estava com a b******** inchada e pediu para mim mussarelavideos sexo mae sem calcinha e de chortinho sovadoconto padastrocontos eróticos comeram minha mulher na boatexivideos tubinadacontos eroticos gay inicio fui surpreendido por um adulto dando minha bundinha e fui xantageadoum jumento fudeno uma eguinha de premeira viage ainda virgem conto erotico prima 11 aniosnovinha ralando de chirte curtinhoo namorado da minha filha contosrelato meu prazer analxisvido sobria tia tiuexibidasde corno manso em foto com machos na praiaMeu cão ralf me comeu contovideos pornodoido enfermeiras se dando prazer depois de uma plataox videos cu exfoladoesposa bem dotado contos sandraConto erótico fui humilhada e largada pelada na estrada